Arquivo do mês: setembro 2010

>Amar em silencio

> Esse seu amar Que cala Separa Silencia Estranho amar Medo de voar Deixa calar Sufocar Sensível como cristal Doçura infantil Sorriso de luar Paixão juvenil Labirinto de sentimentos Sem noção de começo Encontro de vontades Louca saudade Nada é … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

>Colorida Lembrança

> Esse sentimento Que não descola Dilui Vai embora Sono com você Insônia Café Pensamentos Tento escrever Falar de sonhos Primavera Esperança Sonho de você Inteira Sem partida Despedida Primavera que inspira Colorida emoção Flores no jardim Do meu coração … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

>Pensamentos em poesia

> Sempre a mesma coisa Vida após vida Esse amor que não passa Essa distancia que não encurta Esse gênio indomável Feito buscapé em São João Pega fogo, explode e some Deixando rastro de saudade Amor de aborrecente Faz bico … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

>É você

> É de você que eu gosto Não adianta disfarçar Enganar o coração Discutir com a razão Você é peça única Obra de arte Inspiração divina Poesia de anjos Amor inflamável Brincar com fogo Cama amassada Poesia inacabada O beijo … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

>Saudade

> Meu olhar que te procura Pensamento que gira Saudade que aperta Vontade que enlouquece Longe do meu beijo Dentro do peito Batendo o coração Acelerando pulsação O tempo avança Sentimento vivo Forte lembrança Meia esperança Não sei como você … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

>Destino travesso

> Destino Um menino mimado Cheio de travessuras Adora surpresas Devolve o passado Embola o presente Confundo o futuro Ri da bagunça Desfalca a esperança Cutuca o humor Exercita a paciência Brinca com a ausência Vou-te por de castigo moleque … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

>Chega de ser boa moça (*)

> Cansei de você Das tuas neuras Caras e caretas Incertezas Chega de ser boa moça De meias verdades Insegurança Virei à página Você virou passado Deixou de ser lembrança Acordei do pesadelo Restou a cicatriz Agora vou viver A … Continuar lendo

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário